Rémi Kesteman nasceu em Bruxelas, durante o inverno de 1988. Filho de pais músicos, rapidamente se envolveu neste universo, tocando as suas primeiras notas aos 4 anos num violoncelo.
Aos 7 anos entra no conservatório, sob a tutela do violoncelista Jaroslav Mikus, que o guia através dos seus estudos durante 12 anos.
Aos 18, recentemente formado na música clássica, decide aventurar-se noutros ambientes musicais. Parte à descoberta do jazz, do rock’n’roll, do blues, do folk e da música tradicional.
Aos 24 anos, após alguma experiência adquirida enquanto performer, decide retomar os seus estudos em música. O seu contacto com o violoncelista Marco Ceccato, em 2012, faz com que descubra o mundo do violoncelo barroco.
Com uma nova motivação, ingressa o curso de Música Antiga da Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo, no Porto.
Apresenta-se actualmente em concerto com diversas formações.

Habilitações
– Centro de Cultura Musical, Vale do Ave (CCM), 1994 – 2006;
– Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo, Porto, 2012 – presente;

Experiência profissional
– Em orquestra: Banda Sinfónica do Porto; Orquestra Barroca Norte do Sul; Concerto Ibérico
– A solo: vários concertos realizados no contexto de música de câmara em Portugal, Espanha, França e Bélgica.
– Violoncelista da banda de pop-alternativo “Macaco Egoísta” (2013 – presente);
– Membro fundador da banda de folk e música dos mundo “GiraSol” (2009 – presente);
– Lecciona violoncelo e baixo na região do Porto, desde 2013.

Outras Competências
– Primeiro Dan da arte marcial japonesa “Aikido”;
– Lecciona danças europeias desde 2013;
– Frequentou o curso de Línguas e Culturas Orientais, na universidade do Minho (2006 – 2011);
– Fala e escreve fluentemente em Português, Francês, Inglês e Castelhano, compreende Holandês e Italiano, um pouco de Japonês e de Mandarim.

Please follow and like us:
0