Intérprete de instrumentos de tecla históricos, reparte a sua actividade entre a investigação, concertos, gravações e a docência. Teve a sua formação em Lisboa, onde estudou cravo, órgão, clavicórdio e musicologia histórica. Fundador e director dos agrupamentos Flores de Mvsica, Capella Joanina e Concerto Ibérico, com os quais tem difundido o património musical de Portugal. Colaborou com orquestras portuguesas e estrangeiras e gravou diversos CD em órgãos e instrumentos de tecla históricos dedicados à música portuguesa. Participou em vários festivais de música internacionais em Portugal, Espanha, Itália, Alemanha, como solista ou director musical.
Responsável pela edição crítica das Sonatas e Duetos de João Baptista Avondano. Dirige o projecto editorial das obras completas de Francisco António de Almeida na MAACedita, no âmbito do qual concluiu já as partituras e os CD Te Deum e Missa em Fá. Gravou também para CD o Matuttino de’ Morti de David Perez e prepara a respectiva edição crítica da partitura; bem como da música de câmara de Pedro António Avondano. Dirigiu diversas óperas barrocas em Portugal e Itália. Prepara as edições críticas de La Pazienza di Socrate da primeira ópera de um compositor português — F. A. Almeida — e da abertura das vésperas Domine ad Adjuvandum me Festina, para solistas coro e orquestra também do mesmo compositor. Tem trabalhado também na reconstrução dos Concertos Grossos de Pereira da Costa, Mestre de Capela da Sé do Funchal, escritos em meados do século dezoito.
Concebeu os projectos e dirige os festivais ‘West Coast Early Music Festival’, Ciclo de Teclas Fim da Tarde’, ‘Série Ibérica de Música Antiga’ e ‘Jornadas de Órgão do Alentejo’. Realizou o Inventário de Órgãos Históricos do Alentejo para a Direcção Regional da Cultura e coordenou processos de restauro. Concebeu e dirige os Cursos Internacionais de Música Antiga (Idanha-a-Velha) e os Concursos Internacionais de Jovens Intérpretes de Música Antiga. Lecciona cravo, música de câmara e baixo contínuo e as classes de interpretação histórica na ESART-IPCB e de órgão na EMNSC.
Tem realizado diversas actividades de difusão dos instrumentos de tecla históricos e da performance histórica, bem como concertos e dirigido masterclasses de cravo, baixo contínuo e orquestra barroca em Portugal e Itália.
É presidente da MAAC, membro fundador do CESEM (FCSH-UNL) e da Sociedade Portuguesa de Investigação em Música (SPIM). Tem apresentado comunicações e publicado artigos na área da organologia e música barroca portuguesa e realizado numerosas primeiras audições modernas de obras do património musical português. Prepara uma dissertação sobre o baixo contínuo na música de João Lourenço Rebelo.

Please follow and like us:
0