As descrições que nos chegaram até hoje, permitem-nos, com toda a segurança, traçar o percurso de muitos dos bens que actualmente podem ser apreciados no circuito da visita às dependências do palácio. De entre todos, destacam-se:

– De 25 de Janeiro de 1765, o livro do inventário dos bens móveis pertencentes às casas de Mateus, do Porto, dos Moroleiros (Amarante), de Chaves e de Viana, com a particularidade de incluir as relações de todos os objectos que foram levados para o Brasil, por D. Luís António de Sousa, autografadas pelo próprio, e ainda com a identificação das peças que regressaram após 1775.

Este inventário inclui ainda as jóias e pratas pertencentes ao vínculo de Mateus, bem como o arrolamento das jóias pertencentes a D. Leonor de Portugal, com referência aos nomes das pessoas a quem foram oferecidas, e os títulos referentes ao enxoval de D. José Maria e de D. José Luís.

– De 19 de Novembro de 1801, o inventário de todos os “trastes” que se encontram nas diversas salas do palácio, com a deliciosa designação das salas de Mateus d’Além para as salas da ala norte, a poente da actual sala da biblioteca;

– De 22 de Julho de 1813, o inventário de bens e móveis existentes no Palácio, seguindo, aliás, a metodologia e estrutura do anterior, mas acrescentando o rol referente à Capela e Sacristia, bem como os cobres e estanhos que não figuravam no anterior;

– De 23 de Julho de 1821, um inventário de estrutura idêntica aos anteriores, a que se acrescentam os bens localizados na Despensa, Cozinha, Tulha, Adega, Baixo dos Criados e Casa da Azanha.

A par do estudo que se tem vindo a fazer sobre os inventários antigos, e demais documentação existente no Arquivo de Mateus, a inventariação dos bens actualmente em exposição pública, ou arrecadados nos armários e outras dependências do Palácio, completam o conjunto das informações que têm vindo a ser coligidas, sobre o património existente. Com efeito, estas dão-nos uma visão bastante clara e precisa do gosto que foi sendo patenteado ao longo dos séculos, pelos membros desta família.

Para aceder ao inventário Museológico da Casa de Mateus, clique no seguinte link:

Inventário Museológico da Casa de Mateus (brevemente)