A Fundação da Casa de Mateus, propõe, ao longo do ano de 2018, apresentar e explicar cada mês documentos representativos do seu Arquivo.

Neste mês de Março apresentamos um documento da terceira secção (1666-1696) do Sistema de Informação da Casa de Mateus (SICM). É um requerimento com certificado do testamento de D. Maria Coelho (f. 1696.07.23), a Velha, casada com o Doutor Matias Álvares Mourão de Aguiar (f. 1675.05.19). É neste casal que converge uma estratégia de concentração patrimonial, tendo o Morgadio de Mateus sido consolidado através de doações e heranças durante a sua administração. Foram os 1ºs Morgados de Mateus. O casal não teve filhos e D. Maria Coelho, que administrou os bens da Casa durante 21 anos após a morte de seu esposo, institui o seu o primo, Matias Álvares Mourão, herdeiro dos seus direitos e bens, dando-se assim a continuidade possível à referida estratégia de concentração patrimonial.

 

1770, Julho, 01 – Vila Real

[Requerimento] e certificado do testamento de D. Maria Coelho, a Velha, feito a doze de julho de mil seiscentos e noventa e um, pedido por D. Leonor Ana Luísa de Portugal; no mesmo, D. Maria Coelho institui por herdeiro de seus bens e de seu marido, vinculados em Morgado e anexados à Capela instituída por seu pai, o filho de seu primo Domingos Botelho [Ribeiro] Álvares e de D. Joana Mourão, Matias Álvares Mourão, Morgado da Prata. 8fls., 21,2 x 31,3 cm; manuscrito sobre papel.

Cota: SICM/SSC06.01/SR/GAVETA/SSR MATEUS INSTITUIÇÕES/SSSR/MÇ8

 

 

 

 

 

Documento do Mês de Janeiro

Documento do Mês de Fevereiro