Ao longo de todo o ano de 2020, ano em que a Fundação da Casa de Mateus completa 50 anos, o seu programa de atividades estende-se por linhas diversas que afirmam o lugar central das artes e das ciências na compreensão de nós próprios e do mundo. Inspirados pela presença permanente da música, pela escuta que propõe, deixamo-nos embalar numa viagem entre a história e a inovação.

 

Calendário de 2020

JANEIRO

Formação: Oficina de Vitivinicultura | A Poda da Vinha
Formador: José Carlos Fernandes
Data e Horário: 6 de Janeiro | 8h00
Local: Casa de Mateus

As Oficinas de Vitivinicultura incorporam o projecto  Lugar Comum que tem como objectivo o desenvolvimento do capital humano da Fundação da Casa de Mateus. A poda da videira é um passo fundamental no ciclo da vinha, permitindo regularizar o crescimento vegetativo e reprodutivo de acordo com um dado potencial de crescimento genético e ambiental de forma a assegurar a produção suficiente de uvas de qualidade bem como a perenidade da planta.

 

 

Evento: Encontro Ibérico de Festivais de Música
Data e Horário: 13 de Janeiro 2020 | 14h30
Local: Casa de Mateus 
A Fundação da Casa de Mateus, em parceria com a Festclásica – Asociación Española de Festivales de Música Clásica, promove, no dia 13 de Janeiro de 2020, um Encontro Ibérico de Festivais de Música, aberto a festivais portugueses de música erudita e aos festivais pertencentes à “Comissão Portugal” daquela Associação.

 

 

Evento: Transição 1: Entre o Urbano e o Rural 
Data e Horário: 14 de Janeiro | 19h00
Local: Claustros dos Paços do Conselho de Vila Real
Curadoria: Joaquim Moreno e Ivo Poças Martins
Álvaro Domingues (Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo da FAUP, Univ. do Porto)
Moderação: Adriano de Sousa e Teresa Albuquerque
Introdução Alfons Cornella | Institute of Next (Barcelona)

 

 

Evento: Transições 2 | Tecnologia: Impactos e Perspectivas
Data e horário: 15 de Janeiro | 9h45 – 13h00
Local: Casa de Mateus


Teresa Albuquerque (Fundação da Casa de Mateus)
António M. Cunha | Professor e Investigador | Universidade do Minho

 

 

Evento: Transição 3: Negócios: Novas Ferramentas
Data e horário: 16 de Janeiro | 14h30 – 18h00
Local: Casa de Mateus


Fernando de la Rosa | Foxize School
Introduções e Moderação Alfons Cornella

 

 

Evento: Transição 4: Ecologia: a Procura da Sustentabilidade
Data e horário: 16 de Janeiro | 10:00-13:00
Local:  Casa de Mateus


Jonathan Minchin Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha
Introdução e Moderação Alfons Cornella

 

 

Formação: Oficina de Vitivinicultura | Reciclagem dos conhecimentos da Poda da Vinha
Formador: José Carlos Fernandes
Data e Horário: 20 de Janeiro | 10h00
Local: Casa de Mateus
As Oficinas de Vitivinicultura incorporam o projecto  Lugar Comum.

 

 

Formação: Oficina de Produção e Direção de Cena
Formador: Carlos Antunes e Otelo Lapa
Data e horário: 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro | 10h00/13h00 – 14h30/17h30
Local: Casa de Mateus

Dirigida por Carlos Antunes e Otelo Lapa, esta oficina destina-se a artistas, produtores e promotores artísticos, bem como a profissionais de direção de cena.

 

 

FEVEREIRO

Formação: Oficina de Reutilização de Materiais
Formador: Fernando Pendão
Data e horário: 13 de Janeiro | 14h30
Local: Casa de Mateus
O reaproveitamento de materiais é uma necessidade real, cada vez mais praticada pelas pessoas e empresas. A Oficina de Reaproveitamento de Materiais está inserida no Projeto Lugar comum.

 

 

MARÇO

Evento: Imagens do ir(real): figurações do espaço transmontano e duriense na literatura portuguesa
Organização: Atlas das Paisagens Literárias de Portugal Continental (IELT e IHC, NOVA-FCSH) e Fundação Casa de Mateus
Data e horário: 7 de Março de 2020 | 9h30-16h45
Local: Casa de Mateus

 

 

Formação:  Oficinas Narrativas do Património
Coordenador: José Luís Ferreira
Data e horário: 13 de Março |14h00
A Casa de Mateus, finalizada em 1744 e símbolo de uma permanência bastante mais antiga, é um sítio mágico. Uma máquina do tempo que nos permite viajar ao longo dos últimos quinhentos anos da História de Portugal, da Europa e do Mundo. Um ponto no universo onde confluem, vindos de muitas latitudes, pessoas, ideias, documentos, obras de arte que, juntos, constituem um espólio que partilhamos com quem nos visita.
Narrar o património implica tornar presentes todas as personagens, todas as histórias, todas as ideias que podemos observar ou intuir a partir da arquitectura, do mobiliário, da coleção, dos jardins, dos espaços produtivos… Significa, mais do que descrever, a capacidade de fazer reviver, de dar a viver.

 

 

ABRIL | MÊS DA TERRA

 

As redes sociais e o universo digital são o novo palco da programação da Fundação da Casa de Mateus. Ao longo deste mês, recordando como o mundo lá fora é e continuará a ser a nossa casa comum, o tema será Abril, mês da Terra.
Por causa da pandemia e das medidas de contenção adotadas em Portugal, a Fundação da Casa de Mateus viu-se na necessidade de reimaginar a programação cultural prevista para Abril. Não só o local dos eventos passa do espaço físico para o espaço digital, mas a própria forma de relacionamento com o meio natural e social serve de ponto de partida para uma programação direcionada para a Terra enquanto espaço comum.

 

 

Formação: Biodinâmica, um impulso cultural novo na compreensão da natureza 
Formador: João Castella
Data e horário: 14 de Abril | 10h30 – 12h00
Local: C
asa de Mateus | online
O projeto LUGAR COMUM tem como objetivo a capacitação do quadro de  funcionários e colaboradores e o reforço de uma visão sistémica da natureza e missão da Fundação da Casa de Mateus.  

Um dos seus programas regulares é a Oficina de Vitivinicultura, orientada por José Carlos Fernandes. Aprofundando o desígnio de transição ecológica que a Fundação está a empreender, a sessão do dia 14 de Abril acontecerá online e será dirigida por João Castella, com o título ‘Biodinâmica, um impulso cultural novo na compreensão da Natureza’.

 

 

Evento: Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Data: 18 de Abril

Neste dia especial, é também o protagonista de uma narrativa que conta como a história secular da Casa determinou a paisagem contemporânea deste pedaço da cidade de Vila Real e a relação intersticial que estabelece entre as suas dimensões rural e urbana.

 

 

Evento: Dia Mundial da Terra

Data: 22 de Abril

A pretexto da comemoração dos 150 anos da plantação dos grandes Cedros feita por D. José Luís, 3º Conde de Vila Real, e aproveitando também para homenagear o Arq. Gonçalo Ribeiro Telles, autor do parque e do espelho de água que enquadra a entrada no perímetro da Casa de Mateus, será inaugurada uma exposição online, que nos conduzirá pelos momentos sucessivos que construíram aquilo que conhecemos hoje como os Jardins da Casa de Mateus.

 

 

Evento: Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor,
Data: 23 de Abril
O Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor foi instituído pela UNESCO em novembro de 1995, procurando fomentar o gosto pela leitura e, simultaneamente, respeitar a obra daqueles que, pela escrita, têm contribuído para a construção social e cultural da Humanidade. Por coincidência, ou não, nesta data nasceu William Shakespeare, morreu Cervantes e deixou-nos também Alvaro Garcia de Zúñiga, autor intimamente ligao ao património da Fundação da Casa de Mateus.

 

 

 

Evento: Dia das Rotas dos Jardins Históricos

Data: 26 de Abril

A proposta passa pela abordagem aos Jardins da Casa de Mateus, que desde o início de 2020 integram a Rota dos Jardins Históricos do Douro.

 

 

 

 

Evento:  (Não)Residência Artística dos XXIX Encontros

Data: 30 de Abril

Iniciar-se-ia uma residência artística na Casa de Mateus com o trio luso-brasileiro que venceu o Concurso de Residência Artística dos XXIX Encontros Internacionais de Música de Casa de Mateus. Na sua ausência física, a (Não) Residência dá-nos a oportunidade de conhecer melhor este Ensemble e de reviver a experiência desenvolvida ao longo deste evento realizado em 2019.

 

 

Evento: O TEATRO É PURO CINEMA
Alvaro Garcia de Zúñiga
BlablaLab e Teatro da Rainha | co-produção
Data:  Abril 2020
O teatro abre os parêntesis: os actores-reactores imaginam todo um filme. Criam uma janela que é a de um avião, porque o teatro voa. Com ele o tempo voa e faz-nos voar. Alto. Ao mesmo tempo, dentro de um avião, os passageiros assistem a um filme catástrofe e inventam logo a seguir outro. E o avião cai sobre o teatro em plena representação. Morre toda a gente. Na autópsia abre-se um crânio como quem abre uma caixa de Pandora e fecha-se o parêntesis.
Pouco mais de 20 anos após a estreia absoluta, no Teatro Nacional D. Maria II, a BlablaLab e o Teatro da Rainha retomam um texto essencial de Alvaro Garcia de Zúñiga que é, na verdade, um tratado poético sobre os diferentes modos de ser corpo, imagem e representação. Depois da estreia nas
Caldas da Rainha, o espetáculo apresenta-se também ao público de Lisboa.

 

 

MAIO

 

Evento: CIDADE, LUGAR COMUM
Ciclo de Conferências
Organização: FCM | Município de Vila Real
Data e horário: 12 de Maio

O ciclo CIDADE, LUGAR COMUM é uma iniciativa da Fundação da Casa de Mateus e do Município de Vila Real. Tomando partido das características específicas de um território definido classicamente como de baixa densidade, ensaia modelos de participação ativa dos cidadãos na interpelação das exigências do presente, na compreensão dos desafios económicos, ambientais, sociais, climáticos e demográficos que afetam as zonas urbanas, procurando formas inovadoras de ler a experiência acumulada e de impulsionar a  13 construção de um futuro comum: uma cidade inteligente, inclusiva, promotora de coesão económica, social e territorial.

 

 

Evento: O QUE NOS LIGA | PORTUGAL 2027
Ciclo de Conferências
Data e horário: a agendar entre 13 e 23 de Maio 2020

O ciclo de conferências O QUE NOS LIGA | PORTUGAL 2027 surge na herança dos Seminários Repensar Portugal, cuja primeira edição remonta a 1978, bem como dos Seminários organizados pelo Instituto Internacional Casa de Mateus, em 2011 e 2012, a anteceder a definição do último quadro estratégico de relação entre Portugal e a União Europeia.

 

 

Formação: Oficinas Narrativas do Património
Coordenador: José Luís Ferreira
Data e horário: 22 de Maio |14h00
A Casa de Mateus, finalizada em 1744 e símbolo de uma permanência bastante mais antiga, é um sítio mágico. Uma máquina do tempo que nos permite viajar ao longo dos últimos quinhentos anos da História de Portugal, da Europa e do Mundo. Um ponto no universo onde confluem, vindos de muitas latitudes, pessoas, ideias, documentos, obras de arte que, juntos, constituem um espólio que partilhamos com quem nos visita.
Narrar o património implica tornar presentes todas as personagens, todas as histórias, todas as ideias que podemos observar ou intuir a partir da arquitectura, do mobiliário, da coleção, dos jardins, dos espaços produtivos… Significa, mais do que descrever, a capacidade de fazer reviver, de dar a viver.

 

 

Evento: SEMINÁRIO DE TRADUÇÃO DE POESIA VIVA
Nuno Júdice e Ricardo Marques | Coordenação
Data: 27 a 31 de Maio 2020 / 2021 / 2022
O Seminário Internacional de Tradução de Poesia Viva, um dos programas históricos da Fundação, proporciona a um conjunto de poetas de várias proveniências a possibilidade de reinventarem e partilharem o seu trabalho, enquanto investigam os modos da sua transformação através do trânsito entre as línguas.
Coordenado pelos poeta Nuno Júdice, o seminário debruça-se sobre trabalhos de dois poetas de língua estrangeira. Entre os poetas tradutores, encontramos habitualmente nomes da poesia portuguesa. Nas últimas edições, pudemos contar com poetas como Ana Hudson, Ana Luísa Amaral, Fernando Pinto do Amaral, João Luís Barreto Guimarães, Jorge Velhote, José Eduardo Reis, Luís Filipe Castro Mendes, Margarida Vale de Gato, Nuno Júdice e Ricardo Marques.
Em 2020, a proposta de Nuno Júdice é traduzir os poetas Manuel Rivas (A Coruña, 1957) e Pons Ponç (Menorca, 1956). A realização da edição dos poemas que resultaram do Seminário de Tradução de 2019, será apresentada neste Seminário de 2020. A realização desta edição ficará a cargo de António Gonçalves, com a editora Documenta.
A Fundação da Casa de Mateus foi membro fundador da Rede Europeia de Centros de Tradução de Poesia Viva, em 1990 – com a Fondation Royaumont em França e o Tyrone Guthrie Center, na Irlanda. A tradução colectiva de poesia tem como objetivo promover a tradução de poetas vivos, na sua presença, por um conjunto de outros poetas. Deste trabalho resulta a criação de um novo poema feito coletivamente.

 

 

JUNHO

 

Evento: RESIDÊNCIA DE CRIAÇÃO E GRAVAÇÃO
Inês de Vasconcellos | Luís Guerreiro | Bernardo Silva | Ricardo Cruz |
Fernando Nunes
Data: 2 a 6 de Junho 2020

Em ambiente de residência, cruzando o trabalho de criação musical com o desenvolvimento de temas concretos, acrescentando a dimensão de trabalho sobre o espaço e a sua acústica, uma equipa de artistas e engenheiro de som reúne-se em Mateus ao longo de seis dias para concluir e gravar o disco de estreia de Inês de Vasconcellos. A residência culminará com uma sessão pública, conversa em forma de concerto, na qual teremos oportunidade de conhecer melhor o processo e de fruir, em primeira audição, dos resultados do trabalho desenvolvido.

 

 

JULHO

 

Evento: IL PALLAZZO INCANTATO
Laboratório de Escrita e Criação
Pedro Braga Falcão e Ricardo Bernardes | Coordenação
Data: 13 a 18 de Julho 2020 (2021)
Il Palazzo Incantato é uma ópera em um prólogo e três atos do compositor italiano Luigi Rossi. O libreto, de Giulio Rospigliosi, o futuro Papa Clemente IX, é baseado em Orlando furioso, de Ariosto. Foi apresentada pela primeira vez em Roma, no Teatro delle Quattro Fontane (Palazzo Barberini) em 22 de Fevereiro de 1642.
Entre 2020 e 2021, será objeto de reescrita, através de um processo oficinal conduzido por Pedro Braga Falcão, músico e poeta, e Ricardo Bernardes, maestro e musicólogo, no contexto do laboratório Novos Tempos | Novas Formas. Através de um procedimento laboratorial, mobilizando desde o início uma equipa multidisciplinar, trabalharemos sobre o libreto, estudaremos as formas de erguer cenicamente este objeto de teatro musical, envolveremos desde o início rodas as valências técnico-artísticas e de desenho de produção, com o objetivo de criar um procedimento modelar de viagem entre o desenho de projeto e a sua realização. O espetáculo deverá estrear em 2021, a propósito da edição dos XXXI Encontros Internacionais de Música, edição comemorativa dos 50 anos da Fundação.

 

 

Evento: NOVOS TEMPOS | NOVAS FORMAS (título provisório)
Oficina de Escrita de Guião Multidisciplinar
Topi Lehtipuu | Coordenação
Data: 13 a 18 de Julho 2020 | 2021 | 2022
Dirigido pelo tenor finlandês Topi Lehtippu, NOVOS TEMPOS | NOVAS FORMAS é um projeto oficinal de criação que se inicia em 2020 com uma primeira Oficina de escrita de guião multidisciplinar. Ao longo de uma semana, uma equipa de investigadores de diferentes disciplinas artísticas, bem como das especialidades técnico-artísticas e de produção associadas à criação de um objeto de teatro musical, trabalharão juntos para criar novas referências conceptuais, teóricas, metodológicas e para procurarem uma translação relativamente às aproximações disciplinares clássicas. Neste primeiro ano, procuraremos um entendimento partilhado das diferentes disciplinas, procuraremos afinar uma linguagem comum, desenvolver um design dramatúrgico a partir de alegorias como a Beleza, o Prazer, o Tempo e a Sabedoria, terminar com a elaboração de guiões curtos com uma perspetiva de produção.
Em 2021, prosseguiremos para ensaios de encenação dos fragmentos gerados na oficina anterior, buscando na experimentação as respostas adequadas à complexidade da criação pluridisciplinar. Na sequência desta segunda oficina, deverá estrear Il Pallazzo Incantato.
Finalmente, em 2022, chegaremos à criação de uma nova versão de O Triunfo do Tempo e do Desengano, de F. Haëndel, que estreará em Vila Real e deverá depois seguir em digressão pelos parceiros co-produtores. Envolvidos no projeto estão, neste momento, o Festival Castel de Peralada, a Associação de Amigos da Opera da Coruña e o Teatro Nacional São João.

 

 

AGOSTO

 

Evento: XXX Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus
Direção Artística: Ricardo Bernardes
Direção Pedagógica: António Carrilho
Data: 14 – 22 de Agosto
Local: Casa de Mateus
Os Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus transformaram, ao longo das últimas décadas, o panorama da música antiga em Portugal com as suas propostas pioneiras no ensino e divulgação da música barroca. Hoje, a paisagem propícia de Mateus continua a ser o lugar onde a tradição musical encontra os seus caminhos de futuro através do encontro entre professores e alunos vindos de todas as partes do mundo.
Sob a direção artística de Ricardo Bernardes e a direção pedagógica de António Carrilho, um conjunto notável de professores transmite a sua experiência e trabalha individualmente com cada aluno no apuro e desenvolvimento do seu talento. Entre eles, todos detentores de uma sólida carreira internacional e especializados na interpretação historicamente informada da música antiga e barroca, encontramos a soprano María Cristina Kiehr, o flautista António Carrilho, o oboísta Fabio D’Onoffrio, o violinista Enrico Gatti, o violoncelista Marco Testori, o cravista Jacques Ogg e o maestro Ricardo Bernardes, responsável pelo curso de Polifonia Vocal Barroca.

 

 

SETEMBRO

 

Evento: CIDADE, LUGAR COMUM
Ciclo de Conferências
Organização: FCM | Município de Vila Real
Data e horário: 15 de Setembro

O ciclo CIDADE, LUGAR COMUM é uma iniciativa da Fundação da Casa de Mateus e do Município de Vila Real. Tomando partido das características específicas de um território definido classicamente como de baixa densidade, ensaia modelos de participação ativa dos cidadãos na interpelação das exigências do presente, na compreensão dos desafios económicos, ambientais, sociais, climáticos e demográficos que afetam as zonas urbanas, procurando formas inovadoras de ler a experiência acumulada e de impulsionar a  13 construção de um futuro comum: uma cidade inteligente, inclusiva, promotora de coesão económica, social e territorial.

 

 

OUTUBRO

 

Evento: LACRIMAE | DANS UNE LARME, UN REFLET
Residência de Criação Multidisciplinar / Ensemble Joseph Hel
Conceção, texto, Cédric LEBONNOIS
Composição, Clovis LABARRIÈRE
Fotografia/video, Etienne CHARBONNIER
Data: Residência | 10 a 18 de Outubro 2020 | ESTREIA | Teatro de Vila Real | 17 de Outubro
Ao longo de uma semana, o Ensemble Joseph Hel (França) finalizará em Mateus a construção do espectáculo multidisciplinar LACRIMAE | DANS UNE LARME, UN REFLET. A terminar a Residência, os públicos do Teatro de Vila Real serão os primeiros a assistir à estreia absoluta deste espetáculo, coproduzido por DRAC Centre-Val de Loire, Abbaye de Noirlac-Centre culturel de rencontre, Fundação da Casa de Mateus e Festivillage-Sagonne. LACRIMAE … é um espectáculo musical que conduz o ouvinte numa busca da origem das lágrimas. Música barroca, criação contemporânea, vídeo, textos plenos de evocações poéticas da pré-história, servem-nos de guia num projeto ao qual todas as lágrimas são convocadas: do triste choro redentor às lágrimas de alegria. Esta criação resulta do agenciamento de diferentes formas artísticas: a obra de Benjamin Britten Lachrymae, para voz e piano, estrutura o projeto, como uma tela na qual se inscrevem, como se fossem tema e variações, todas as outras peças, formando um conjunto orgânico, poético, vivo.

 

 

Evento: CIDADE, LUGAR COMUM
Ciclo de Conferências
Organização: FCM | Município de Vila Real
Data e horário: 13 de Outubro

O ciclo CIDADE, LUGAR COMUM é uma iniciativa da Fundação da Casa de Mateus e do Município de Vila Real. Tomando partido das características específicas de um território definido classicamente como de baixa densidade, ensaia modelos de participação ativa dos cidadãos na interpelação das exigências do presente, na compreensão dos desafios económicos, ambientais, sociais, climáticos e demográficos que afetam as zonas urbanas, procurando formas inovadoras de ler a experiência acumulada e de impulsionar a  13 construção de um futuro comum: uma cidade inteligente, inclusiva, promotora de coesão económica, social e territorial.

 

 

Evento: Mini-Escola de Inovação
Seminário: Como inovar sem ser a Google?
Palestrante: Alfons Cornella
Data e horário: 21 de Outubro |9h00
Local: Régia Douro Park
Até onde vai a inovação? O que aprendemos sobre ela? Consiste apenas em criatividade? O que funciona claramente e o que não funciona? A partir da experiência construída em mais de 120 projetos com empresas e organizações de todos os géneros e em todos os setores durante 25 anos, realizados a partir da Infonomia e do Institute of Next, Alfons Cornella escreveu um Manual de Inovação para profissionais que desejem aprender mais sobre como inovar. Nesta Oficina, apresentar-se-ão de forma sintética as principais aprendizagens realizadas pelo autor sobre inovação e os participantes elaborarão, em tempo real, um desenho sobre o que podemos esperar em inovação nos próximos anos. Os participantes receberão o livro e uma seleção online de materiais sobre os quais podem prosseguir o seu trabalho de desenvolvimento da sua capacitação profissional em inovação.




Evento: Mini-Escola de Inovação
Seminário: Radical #7
Palestrante: Alfons Cornella
Data e horário: 21 de Outubro |17h00
Local: Aula Magna da Reitoria | UTAD
Poucos dias depois da sua estreia em Barcelona, Alfons Cornella regressa a Vila Real para nos dar a conhecer a conferência Radical #7. Nos dias de hoje, a diferença entre o que é normal e o que é radical reduziu-se a quase nada. As expectativas que podemos desenvolver a partir da ciência e da tecnologia, ou do comportamento social, são virtualmente ilimitadas. Gerir e comunicar um desenvolvimento tão acelerado, frequentemente incompreensível para a maior parte das pessoas, é um dos grandes desafios do futuro próximo.




Evento: Mini-Escola de Inovação
Seminário: Compreender a Nova China
Palestrante: Alfons Cornella
Data e horário: 21 de Outubro |21h30
Local: NERVIR
Esta conferência é o resultado da aprendizagem realizada em 6 semanas intensas de conexão com o ecossistema de inovação chinês, com mais de 50 entrevistas a 120 profissionais dos sectores público e privado, assim como da estreita relação com a principal rede de incubadoras daquele país.

 

 

Evento: SEMINÁRIO DE EDIÇÃO DE POESIA VIVA
Nuno Júdice | Coordenação
Data: Outubro 2020
Em 1990, sob a direção de Pedro Tamen, a Fundação da Casa de Mateus realizou o primeiro Seminário de Tradução Coletiva de Poesia Viva. Nestes seminários, um conjunto de poetas traduz trabalhos de poetas vivos, na sua presença e com a sua colaboração, produzindo assim um novo poema feito coletivamente. Desde então, mais de 80 poetas de 40 nacionalidades diferentes viram os seus trabalhos traduzidos e daí resultaram mais de 40 volumes publicados.
Em Outubro de 2020, a antecipar o aniversário da Fundação, revisitamos 30 anos de edições do Seminário de Tradução de Poesia Viva e empreendemos, sob a coordenação do poeta Nuno Júdice, uma antologia dos momentos poéticos mais memoráveis da história dos Seminários, da qual resultará uma nova publicação.

 

 

NOVEMBRO

 

Evento: CIDADE, LUGAR COMUM
Ciclo de Conferências
Organização: FCM | Município de Vila Real
Data e horário: 10 de Novembro

O ciclo CIDADE, LUGAR COMUM é uma iniciativa da Fundação da Casa de Mateus e do Município de Vila Real. Tomando partido das características específicas de um território definido classicamente como de baixa densidade, ensaia modelos de participação ativa dos cidadãos na interpelação das exigências do presente, na compreensão dos desafios económicos, ambientais, sociais, climáticos e demográficos que afetam as zonas urbanas, procurando formas inovadoras de ler a experiência acumulada e de impulsionar a  13 construção de um futuro comum: uma cidade inteligente, inclusiva, promotora de coesão económica, social e territorial.

 

 

Evento: REPENSAR IBÉRIA
Ciclo de Seminários
Organização: FCM | Consello da Cultura Galega | Fundação Calouste Gulbenkian
Data e horário: 11, 12 de Novembro 2020 (2021, 2022)

Na sequência do Seminário Repensar Ibéria, organizado com o Consello da Cultura Galega e a Fundação Calouste Gulbenkian, tornou-se evidente a necessidade de continuar o trabalho de reflexão conjunta sobre o espaço geográfico e cultural que se inscreve na península assim batizada pelos gregos, e que tenha em conta as perspectivas das diferentes nações que aí residem.
O roteiro de trabalho anunciado em 2019, continha um alinhamento temático para mais seis encontros. O tema retido para 2020 é “Territórios e Espaços Urbanos. O Papel das Metrópoles e das Cidades como eixos estruturantes do território”; para 2021, “A Europa como “parque temático”. A influência do turismo de massas”; para 2022, “Uma “comunidade ibérica” para a ciência e o ensino superior. Mobilidade de investigadores, políticas conjuntas para cursos e graus académicos”

 

 

DEZEMBRO

 

Evento: CONCERTO DE NATAL E ANIVERSÁRIO
Orquestra Barroca de Mateus
Data: 3 de Dezembro 2020
A encerrar o ano, assinalando o dia exato em que, em 1970, D. Francisco de Sousa Botelho de Albuquerque procedia à instituição da Fundação da Casa de Mateus, um agrupamento de solistas da Orquestra Barroca de Mateus, em modo celebratório, convida os públicos de Lisboa a conhecer o trabalho desenvolvido. O programa inclui a execução de obras inéditas do repertório lusobrasileiro do séc. XVIII dedicadas ao período do Natal, compostas por autores como João Pedro de Almeida Mota, Francisco de São Boaventura ou António da Silva Leite.

 

 

Evento: O BAILE
Dança | Envolvimento da Comunidade
Aldara Bizarro | Direção | com a participação da Banda de Música de Mateus
Data:  18 de Dezembro 2020
O Baile é um espetáculo de dança que envolve a comunidade. Uma experiência inspirada no filme homónimo de Ettore Scola e nos antigos bailes de Aldeia e de Bairro, habitualmente organizados por coletividades, que tinham música ao vivo e que, na sua maior parte, eram o acontecimento mais importante para o grupo que participava e que o organizava. Vamos tomar como matéria as memórias das pessoas concretas que habitam a Casa de Mateus e a comunidade envolvente e recriar, com corpos dançando em conjunto, a história deste território e das pessoas concretas que o tornam vivo. Artur Fernandes cria a música do projeto e utiliza o seu instrumento de eleição, o acordeão, compõe a música para o grupo, não só para ser tocada pelo seu trio, ao vivo, mas também por grupo de 10 músicos que integram a Banda de Música de Mateus. Costanza Givone e um grupo de intérpretes de dança e de teatro encontram outros desenhos para as danças que se dançavam naqueles bailes e ajudam a estimular a recuperação de vivências particulares das pessoas e a sua transformação numa coreografia concreta.

 

 

ATIVIDADES PERMANENTES

 

ARQUIVO DA CASA DE MATEUS
2020 | 2021 | 2022
Os Estatutos da Fundação da Casa de Mateus atribuem ao Sistema de Informação da Casa de Mateus as missões de «catalogação e estudo de todo o arquivo, promovendo a publicação do que de interesse histórico, político, militar, social, económico e artístico nele se encontre». Assim, o Sistema de Informação da Casa de Mateus organiza a sua ação no sentido de: promover o estudo e a divulgação do arquivo histórico; realizar a organização da informação do arquivo histórico e corrente em suporte analógico e digital; identificar e inventariar a massa documental acumulada; assegurar a preservação do espaço físico, das unidades de instalação e do acervo documental; realizar a conservação preventiva do espaço físico, das unidades de instalação e do acervo documental, por meio do controlo de humidade e temperatura e da higienização mecânica; atualizar os Instrumentos de Descrição de Documental (IDD’s); atender os consulentes e investigadores.
Os objetivos para o triénio 2020/21/22 concretizam-se, na área do Arquivo Histórico e Corrente, na revisão do quadro de classificação; na inventariação e acondicionamento da documentação cartográfica; na organização dos documentos produzidos entre 2012 e 2017 (21.000 fólios); na identificação, inventariação e acondicionamento da massa documental da sala intermédia; na padronização do acondicionamento dos documentos do arquivo corrente; e finalmente na investigação para a continuação do Catálogo do Arquivo. Na área do Arquivo Digital, as prioridades serão a implementação do IPortalDoc para a gestão documental do arquivo corrente e a realização do upload das imagens digitais das secções 6, 7 e 8 no ATOM.
No que toca à Biblioteca, prosseguirá a conferência do acervo bibliográfico exposto (7.000 volumes); a realização da conservação preventiva do espaço físico, das unidades de instalação e do acervo documental, por meio do controlo de humidade e temperatura e da higienização mecânica; a organização dos novos livros incorporados (aproximadamente 1.000 volumes); o cadastro dos livros na Base de Dados «Biblio-Base».
Já na área do Museu, será terminada a conferência das etiquetas com a numeração de património entre o acervo museológico e a base de dados Matriz;
será feito permanentemente o diagnóstico do estado de conservação do acervo museológico; a conservação preventiva do espaço físico, das unidades de instalação e do acervo documental, por meio do controlo de humidade e
temperatura e de higienização mecânica; serão, passo a passo, incorporadas as novas peças na base de dados Matriz.
O Arquivo estará ainda envolvido num conjunto de ações de formação, nas áreas do Museu e do Arquivo, respectivamente, da responsabilidade do Dr. Agostinho Ribeiro e do Prof. Armando Malheiro. Estas últimas incidirão sobre a inserção dos documentos históricos na base ATOM; a revisão da descrição dos documentos históricos ATOM; e a classificação documental. O Arquivo acompanhará, finalmente, colóquios e seminários externos sobre o tema, mantendo-se atualizado.

 

 

ACTIVIDADE AGRÍCOLA
2020 | 2021 | 2022
A Fundação da Casa de Mateus finalizará, em 2020 o processo de aquisição de uma propriedade contigua à parcela adquirida em 2019. A referida propriedade tem 7.37 hectares de vinha sendo 7.08 hectares beneficiadas com a
produção de mosto generoso, num total de 9.47 hectares, que incluem ainda uma casa em ruínas, mata e um olival com cerca de 0.35 hectares. No que diz respeito à vinha existente, a mesma terá que sofrer uma reconversão total que poderá ser subsidiada ao abrigo dos fundos europeus VITIS em cerca de pelo menos 16.000€ por hectare, o que representa cerca de 45% do custo total. A localização da propriedade é sem dúvida a grande mais valia no que diz respeito ao potencial produtivo de uvas de grande qualidade e ao facto de fazer extrema com a Quinta da Costa, que é pertença da família, e como tal existe uma economia de escala e de potencial produtivo que é difícil ter noutro local. Nesta propriedade, será dada continuidade às praticas de agricultura sustentável, que se iniciaram em 2019 na parcela entretanto adquirida. Daremos continuidade à recuperação da ramada da Ribeira de Toirinhas
e os seus lameiros. Neste, que será o terceiro e último ano de transição para a certificação biológica, prosseguiremos o teste e implementação de técnicas culturais ambientalmente sustentáveis. Entre estas ações, prosseguirá a instalação de 40 abrigos para insetos e reincidiremos na presença de um rebanho de ovelhas no recinto e na envolvente da Fundação. Procederemos ainda à instalação de colmeias para produção de mel biológico e incremento da polinização.

 

 

OBRAS E MANUTENÇÃO
2020 | 2021 | 2022
A conservação e manutenção da Casa e das instalações anexas é uma atividade permanente da Fundação. Na Casa, a prioridade será o tratamento das madeiras. Entre os anexos, será reparado um alpendre em risco de ruína. A zona da Cozinha Velha necessita de recuperação e enquadramento na nova realidade gerada pela recente recuperação da envolvente que foi recuperada para dar melhores condições de trabalho á receção da adega. Os alpendres aí existentes necessitam de restauro e que seja definida a sua utilidade para se tornarem zonas interessantes para os nossos visitantes e deixarem de ser alpendres de arrumações sempre sujeitos a desarrumações e à acumulação de lixo criado pelos funcionários e pelos visitantes.
O telhado do Barrão necessita de obras de retificação, dado que o mau estado das telhas origina infiltrações de água recorrentes. Nessa recuperação, será também dada atenção à melhoria das condições térmicas, com a instalação de isolamento. Prosseguiremos o processo de resolução da queda do muro da zona das hortas, que está em processo judicial com a Estradas de Portugal.
Em 2020, será instalado o primeiro plano de autoproteção contra incêndios no Palácio, apresentado à Autoridade Nacional de Proteção Civil em 2019 e ainda em processo de validação.
Procederemos ainda à revisão do layout da Loja de Vinhos. Assim, o projeto consiste em dotar o espaço de painéis ilustrativos dos vinhos, das vinhas e dos conceitos de provas que pretendemos vender e comunicar.
Preosseguimos, assim, a reformulação das provas de vinhos, iniciada em 2019 com enorme sucesso

 

 

ATIVIDADES A AGENDAR

 

Evento: PRÉMIO D. DINIZ
Nuno Júdice, Fernando Pinto do Amaral, Pedro Mexia | Coordenação
Data: 2020 / 2021 /2022
O Prémio D. Diniz, instituído em 1980, foi criado com o propósito de
distinguir anualmente uma obra de poesia, ensaio ou ficção, publicada de preferência no ano anterior ao da atribuição do prémio. O júri é constituído por Nuno Júdice, que preside, Fernando Pinto do Amaral e Pedro Mexia. A lista de premiados inclui, entre muitas outras personalidades, Agustina Bessa Luís (1980), José Saramago (1984), Eduardo Lourenço (1995), António Lobo Antunes (1999), Maria Teresa Horta (2011) ou Helder Macedo (2018), Em 2019, o Prémio D. Diniz foi atribuído a Onésimo Teotónio de Almeida, pela sua obra «O século dos prodígios», publicada por Quetzal Editores.

 

 

Evento: MATEUS LAB CIÊNCIAS
Residências Científicas
Data: 2020/2021/2022
Aproveitando a paisagem, a inspiração patrimonial e as condições de trabalho em recolhimento que são a marca de Mateus, MATEUS Lab Ciências é um dispositivo de relação com a comunidade científica portuguesa e internacional. Por sua iniciativa ou em associação com parceiros universitários, a Fundação da Casa de Mateus promove e acolhe residências, oficinas, conferências e escolas intensivas internacionais, para estimular a interação entre cientistas de diferentes áreas, mais teóricos ou mais experimentais. Para os próximos anos e tendo em conta a recuperação da para esse efeito da Quinta de S. João, propõe-se estruturar um programa com o objetivo de dar estilo, forma e visibilidade às iniciativas e aos serviços que a Fundação pode promover nesta área.
Uma Comissão Científica Internacional encarrega-se de estabelecer o programa científico e de propor ações com protagonistas concretos, bem como de validar propostas externas provindas diretamente da comunidade científica.
A experiência adquirida com o programa Mateus Doc, conduzido pelo Instituto Internacional Casa de Mateus, mas também exemplos como os Encontros da Arrábida sobre Complexidade, o Centro de Ciências de Benasque Pedro Pascual (http://www.benasque.org), o Bellagio Center da Fundação Rockefeller (https://www.rockefellerfoundation.org/our-work/bellagio-center/), ou até Les Houche School of Physics (https://www.houches-schoolphysics.com/the-school/history/history-of-the-school-227172.kjsp), serão a referência para a criação de um “Modelo Mateus”.
Em 2020, propõe-se a criação de uma Comissão Organizadora e uma Comissão Internacional de Acompanhamento e Aconselhamento. Emílio Ribeiro, professor catedrático em física teórica da Universidade de Lisboa, coordena o arranque do projeto. Com esta proposta dá-se se continuidade ao legado do Instituto Internacional Casa de Mateus, que na reunião da Direção de dia 11 de Outubro, se decidiu incorporar nas actividades da Fundação, com a dissolução da associação que desde 1986, até agora, protagonizou a relação da Fundação com o meio académico e científico.

 

 

Evento: IMERSÃO NO FUTURO | RESIDÊNCIA DE FORESIGHT
IMMERSION INTO THE FUTURE | FORESIGHT RETREAT
Residência | Oficina
Alfons Cornella, Institute of Next | Pedro Viana, ALVA Research and
Consulting
Data: 2020/2021/2022
Com a colaboração do Institute of Next e da ALVA Research and Consulting, a Fundação da Casa de Mateus formula uma nova experiência de residência imersiva de dois a três dias, destinada a executivos de topo que desejem compreender os desafios contidos no futuro imediato e no médio prazo, bem como a inscrição num tempo mais alargado das grandes tendências que vemos emergir a uma velocidade progressivamente maior.
Imergir no futuro permite-nos a aprendizagem com a História e com o património acumulado, permite-nos desenhar um percurso de transformação, centrado na inovação e na flexibilidade, com consequências no futuro das empresas, das comunidades, do mundo…
Num momento de transições profundas, a Fundação investe a sua dimensão de intemporalidade no fomento à criatividade, única forma de nos dotarmos de maior capacidade de reação e de antecipação e de reforçarmos a capacidade de encontrar soluções para os problemas que crescentemente se nos deparam.

 

 

Evento: (soft) SKILLS for (hard) DECISIONS
Workshops | ALVA Research and Consulting
Data: 2020 | 2021
Os workshops (soft) Skills for (hard) Decisions (SfD) são dedicados ao desenvolvimento de capacidades ligadas à criatividade, decisão, partilha de conhecimento e responsabilidades e gestão de equipas. É uma ferramenta que associa a prática e experiência nas áreas da gestão, inovação e prospetiva de António Alvarenga, consultor, professor e investigador, com a prática e experiência de João Fiadeiro, coreógrafo e Diretor do Atelier Real, nas áreas da composição, improvisação e estigmergia social.
Envolvendo a equipa e colaboradores/parceiros da Fundação da Casa de Mateus, este processo vai criar espaços de diálogo, encontro e criatividade, que se manifesta e emerge no grupo, enquanto mudança de direção partilhada e significativa. Concretamente, tem especial eficácia no desenvolvimento das soft skills dos praticantes, nomeadamente: na resolução de problemas de forma criativa; no aumento dos índices de confiança pessoal; na capacidade de definir prioridades; no desenvolvimento de sensibilidade aos sinais de mudança; na melhoria da capacidade de adaptação; e no aumento substancial da qualidade das relações interpessoais.
Os participantes desenvolvem um trabalho prático em laboratório que permite a identificação e experimentação de padrões individuais de decisão e a reflexão sobre os mesmos. A prática Skills for Decisions funciona como um “simulador de acontecimentos”, adotando o dispositivo do jogo de mesa como território privilegiado de “treino”, onde se replicam as operações envolvidas nas relações-tensões que mantemos uns com os outros e com nós próprios no quotidiano. É por isso um jogo que, mesmo sem o sabermos, jogamos todos os dias, de cada vez que abordamos um problema em contexto de incerteza, em cima de informação imperfeita, provisória e, mais importante do que tudo, em grupo, no seio da equipa, da organização ou da comunidade.

 

 

Evento: HORTA-JARDIM
João Bicho | Coordenação
Data: 2020 / 2021 / 2022
O projeto de Horta-Jardim, desenvolvido em conjunto com o ArquitetoPaisagista João Bicho, permite um reforço da compreensão do jogo de relações e escalas entre o património edificado, os jardins ornamentais, as zonas de transição, as zonas agrícolas e as zonas florestais.
Integrada no projeto de bio-diversidade que a Fundação iniciou em 2018, empreende, neste triénio, a par com a certificação biológica de todo o perímetro, cruzamentos programáticos com o programa Árvores de Mateus, instância de ordenamento e interpretação do património arbóreo da Fundação e com o desenvolvimento, em colaboração com o Instituto de Arquitectura Avançada da Catalunha, de um urban-rural Living Lab, procurando compreender o circuito entre o planeamento e pesquisa, a produção, a transformação e o consumo de produtos endógenos em regime biológico.
Projecto em evolução, a Horta-Jardim inclui um programa de formação, em relação com o projecto Lugar Comum, e desenvolverá propostas de mediação educativa e comunitária nas áreas da sensibilização para uma relação sustentável com o meio ambiente e para a transformação dos hábitos alimentares.

 

 

Evento: MUSEU DA VINHA
Nuno Magalhães | José Carlos Fernandes
Data: 2020 / 2021 / 2022
O Museu da Vinha propõe um itinerário ao longo das vinhas de Mateus, permitindo ao visitante interpretar as diferentes condições produtivas, o seu significado e a importância histórica e contemporânea da interligação entre a vinha e a adega, da qual resultam vinhos singulares.
O perímetro da Casa de Mateus situa-se no limite da Região Demarcada do Douro. Representa uma componente do Douro vinhateiro de altitude, onde o Vinho do Porto tem ainda lugar. A aptidão para a produção de vinhos brancos de qualidade assume enorme potencial, aliás confirmado na prática corrente da Casa. Os tintos, em particular os elaborados a partir da casta Alvarelhão, tiveram uma importância histórica na elaboração de vinhos mais abertos de cor, relativamente aos de zonas mais quentes próximas do rio Douro, que vieram a evoluir para um dos rosés mais afamados a nível nacional e internacional.
O Museu da Vinha insere-se num projeto mais amplo de valorização ambiental da zona envolvente da Casa, que se estende aos jardins, hortasjardim, pomar e floresta, bem como às infraestruturas anexas, a eira e o respetivo barrão, ou a adega, instrumentos reais de uma componente agrícola que desde sempre caracterizou a Casa. O Museu, ainda em estado de “semente”, será apresentado no dia 22 de Abril de 2020, Dia Mundial da Terra, e desenvolvido nos anos subsequentes.

 

 

Evento: SOLOS CHINESES E EUROPEUS – SISTEMAS COLABORATIVOS PARA A TRANSIÇÃO
Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha | Valldaura Labs
Data: 2020 / 2021 / 2022
A Fundação da Casa de Mateus associa-se a este projeto colaborativo coordenado pelo Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha. Nos próximos cinco anos, o projeto apoia o desenvolvimento de zonas simbióticas agroflorestais e de práticas de agricultura orgânica que contribuem para a resiliência agrícola, para a recomposição dos solos e para colheitas saudáveis.
O projeto desenvolverá ferramentas digitais e sistemas de suporte à decisão adaptadas a cada contexto local, com o objetivo de construir um ‘ecossistema’ de boas práticas. Estas ferramentas digitais permitirão recolher novos dados, importantes na formulação das agendas de cooperação internacional, bem como para o incentivo à transição dos procedimentos agrícolas no sentido de gerar solos de qualidade e colheitas saudáveis.

 

 

Evento: RURAL LIVING LAB
SECTARA – Seleção de sementeiras e árvores para a agro-silvicultura e a agro-biodiversidade resiliente
Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha | Valldaura Labs
Data: 2020 / 2021 / 2022
A agro-silvicultura é um meio reconhecido pelo Painel Internacional para as Alterações Climáticas como um meio de utilização do solo permite ganhar em quatro frentes: a produtividade, a resiliência climática, a captura de carbono e o crescimento da biodiversidade. A paisagem de Mateus, integrando jardim de lazer, jardim produtivo, paisagem agrícola e área florestal é um lugar perfeito para testar formas novas, muitas vezes à imagem de formas ancestrais, de imaginar a nossa relação com a terra que somos.
Assim, a Fundação da Casa de Mateus associa-se ao Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha para criar nos seus territórios de implantação um dos dez ‘Rural Living Labs’ a instalar em toda a Europa, meios
práticos de estudo da agro-ecologia e da biodiversidade na agro-silvicultura e em sistemas agrícolas mistos. Os terrenos de Mateus servirão assim para testar a primeira geração de árvores selecionadas e de espécies adaptadas ao
crescimento em sombra. Uma projeção socio-económica deverá estimar o impacto da agro-silvivultura em cada exploração e na Região e deverá quantificar oportunidades para a diversificação dos rendimentos.

 

 

Evento: RURAL – URBAN LIVING LAB
MICROWILDS | MICROgreens from WILD edibles
Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha | Valldaura Labs
Data: 2020 / 2021 / 2022
Projeto plurianual, realizado em associação com o Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha, toma partido das qualidades mistas do território de Mateus para instalar no seu perímetro, lado a lado com o RURAL LIVING LAB, um RURAL-URBAN LIVING LAB. O laboratório acompanha toda a cadeia de produção e distribuição alimentar, desde os recursos genéticos ao marketing, com o objetivo de fomentar o cultivo e o consumo de espécies endógenas, desenvolvendo novos métodos de produção e distribuição, novos produtos e novos mercados fundados na colaboração entre agentes da cadeia de valor.

 

 

 

Evento: POLINIZADORES SELVAGENS / WILDPOLITE (nome provisório)
Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha | ValLdaura Labs
Data: 2020 / 2021 / 2022
Prolongando a sua colaboração com os Valldaura Labs, a Fundação da Casa de Mateus integrará uma rede de Living Labs com o objetivo de combater o declínio dos polinizadores selvagens.
O projecto, a realizar em cinco anos, irá permitir criar e gerir uma rede de sete Living Labs apoiada por um Observatório Cidadão de Polinizadores Selvagens. Trata-se de espaços de Open Innovation para co-desenhar e implementar esquemas Agro-Ambientais (AES), projetos-piloto com o objetivo geral de travar e reverter o declínio dos polinizadores em agrossistemas representativos nas diferentes zonas climáticas da UE.
Serão desenvolvidos sistemas de monitorização avançados e modelos preditivos relativos à abundância e distribuição espácio-temporal para aprofundar o conhecimento do papel crucial que os polinizadores selvagens desempenham nos agrossistemas, desenvolvendo, mapeando e avaliando sistemas para identificar sinergias e trade-offs entre a produtividade agrícola, a conservação e restauro da biodiversidade, a mitigação e adaptação às alterações climáticas e outros serviços do ecossistema.
Serão, igualmente, estudadas e validadas estratégias para travar e reverter o declínio dos polinizadores através de foraging and nesting resources, utilizando flores endógenas para diversificar as paisagens agrícolas e conectar as parcelas de vegetação selvagem que ainda subsistem, de par com a redução da poluição,
especialmente dos pesticidas.
O consórcio inclui: IAAC, Institute for Advanced Architecture (Catalunha); Urban Bee Lab (Bruxelas); CESBIO (França); TUHH (Hamburgo); OSBees (Polónia); UPF (Barcelona); AFAF – Associação Francesa de AgroSilvicultura; EURAF – Associação Europeia de Agro-Silvicultura.

 

 

Evento: IMAGENS DE MATEUS
Fotografia
Jorge Barreto Xavier | Eduarda Freitas | Fernando Pendão | Ana Paganini | Cláudia Jaguaribe | Várvara (Arquivo de Mateus)
Data: 2020/2021/2022
Paisagens de transição, compostas de pedaços que permanecem no tempo, solidamente ancorados na memória, e de espaços vivos sempre em mutação, por vezes tão lenta que é difícil percebê-la, as paisagens de Mateus convocam olhares singulares e expõem-se às infinitas possibilidades da composição.
Um conjunto de fotógrafos, na sua maioria com uma ligação particular a estas geografias, habita o espaço e regista sucessivas coleções de imagens que serão outras tantas formas de reorganizar e projetar a nossa memória visual. Em 2019, acolheremos Jorge Barreto Xavier e Eduarda Freitas, num projeto que combina residência, exposição e edição de novos materiais.

 

 

Evento: VENDADO ES AMOR, NO CIEGO (Projeto em desenvolvimento)
Zarzuela de José de Nebra
Co-Produção com os Amigos da Ópera da Coruña e a participação da Orquestra Barroca de Mateus
Data: Outono 2020
Prosseguindo a colaboração empreendida com a Associação de Amigos
da Ópera da Coruña em 2018, com a criação de Setaro, Construtor de Utopias, concerto com árias de ópera, a Orquestra Barroca de Mateus deverá participar na criação deste espetáculo. VENDADO ES AMOR, NO CIEGO é uma zarzuela recém-descoberta do compositor do séc. XVIII José de Nebra, estreada pela Compañia de Parra em Julho de 1744, com libreto de José de Cañizares. A sua estreia moderna realizou-se em 2018, em Basileia.

 

 

Evento: LABORATÓRIOS DE CONSTRUÇÃO DRAMATÚRGICA
Residência
Teatro Nacional São João | Nuno Cardoso
Data: 2020 | 2021
A caminho de uma criação teatral, vários são os momentos que impõem concentração, trabalho intenso em modo colaborativo entre todas as especialidades artísticas e técnico-artísticas para desenvolver conceitos e testar ideias que hão-de conduzir ao seu desenho final.
Ao longo dos próximos dois anos, a Residência de Artistas da Casa de Mateus estará no percurso do Teatro Nacional São João, do Porto, acolhendo momentos de desenvolvimento dos seus principais projectos de criação. Em 2020, o tema será A Varanda, de Jean Genet, com encenação de Nuno Cardoso, projeto que realizará duas residências em Mateus: a primeira, sobre trabalho de mesa, na construção de um leitura comum da peça que inspirará o desenho de
encenação, a cenografia, a iluminação ou os figurinos; a segunda, integrando já os actores na busca das vozes originais que a reinterpretação do texto fará emergir.

 

 

Evento: TOUT EST DIT, ((TROP DIT) (MAIS)) RIEN N’EST FAIT.
Residência de criação a partir da obra de Alvaro Garcia de Zúñiga
Data: Philippe Boivin e Quinteto Turba Multa
2019 | 2020 | 2021 |
O trabalho de criação de Philippe Boivin com o Quinteto de música contemporânea Turba Multa, de Eduardo Raon, Joana Sá, Luís André Ferreira, Luís José Martins e Nuno Aroso, a partir da obra de Alvaro Garcia de Zúñiga, iniciado em residência em Mateus em 2019, continuará com uma nova residência de criação e construção do espetáculo, realizada em Marselha em 2020, e regressará a Mateus para a estreia da obra em 2021.
“Une réflexion-poème sur le dit, le pensé et l’écrit, secouée par un accident, des consignes de sécurité, la prolifération des langues, le comptage à rebours jusqu’à l’un des plus anciens poèmes connus, le Dialogue du Désespéré avec son Âme, pour finir avec un final car, comme nous le savons tous : «Tout est dit, ((trop dit) (mais)) rien n’est fait.»”

 

 

Evento: TESTEMUNHOS DO DOURO VINHATEIRO: UMA BANDA SONORA
Recolha | Residência | Ciclo de Concertos | Envolvimento da Comunidade
Pedro Braga Falcão | Direção | com a participação do Quarteto Atégina
Data: 2020 | 2021 | 2022

 

Partindo das histórias e testemunhos narrados na primeira pessoa pelos habitantes das aldeias do Douro Vinhateiro, Pedro Braga Falcão e o Quarteto Atégina constroem um espectáculo literário e musical que é uma outra forma
de reconstituir a paisagem humana da Região. Trilhando o percurso já esboçado em 2016 e 2017 com o programa Caminhos de Mateus, o projeto inicia-se com o levantamento de histórias das comunidades locais, procurando aquilo que determina a vida coletiva, mas também os percursos individuais, a relação de cada um com a terra e os seus recursos, uma história de amor que divide aldeias…
O resultado dessa recolha será depois objeto de um trabalho de reintepretação poética que resultará num conjunto de textos novos, em modo epistolar, a que se juntará a reprodução de testemunhos diretos. Em residência, o Quarteto Atégina empreenderá então a escolha do repertório musical que melhor possa registar a dinâmica e a ambiência dos textos, partindo do período barroco/clássico, sem excluir outros tipos de linguagem cuja pertinência se torne evidente.
Todo este trabalho confluirá, finalmente, na realização de um ciclo de concertos que irradiará de Mateus para as aldeias do Douro Vinhateiro, bem como numa edição multimedia que conterá os textos produzidos, a transcrição
audio de excertos significativos das entrevistas, na voz de quem as concedeu, e ainda uma escolha dos momentos musicais que emergirão da série de concertos.

 

 

Evento: CICLO DE CONVERSAS SOBRE CIÊNCIA, ARTE E CULTURA
Fundação da Casa de Mateus | UTAD | Livraria Traga-Mundos
Data: 2020 | 2021 | 2022
O Ciclo de Conversas sobre Ciência, Arte e Cultura é um dos programas que a Fundação da Casa de Mateus desenvolve regularmente em conjunto com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Lugar de discussão das grandes tendências científicas e culturais da contemporaneidade, iniciou-se em 2016 e conheceu já grandes ciclos em torno das relações entre Universidade e Sociedade, das Utopias como motor de compreensão e desenvolvimento social, ou da Ética e das suas múltiplas declinações no modo como nos estruturamos.
Em 2020, tomaremos como objeto a Literatura e as suas formas de apropriação por leitores espontâneos que gostam de aprofundar e discutir aquilo que lêem. Numa colaboração que se estende à Livraria Traga-Mundos, iniciaremos o percurso percorrendo um roteiro pelas línguas ibéricas, formas de expressão da diversidade cultural que emerge da coexistência de diferentes expressões linguísticas e culturais neste espaço peninsular em que nos integramos.

 

 

Evento: GREEN FAB LAB
Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha | DTX
Data: 2020 | 2021 | 2022
Em colaboração com o Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha, a Fundação da Casa de Mateus empreende a instalação de um Green Fab Lab, laboratório de fabricação digital focado na reutilização e reciclagem, bem como na investigação de novos materiais para produção através de impressoras 3D.
Em 2020, estagiários finalistas do curso de pós-graduação em “3D Printing Architecture” estão convidados a montar um pequeno Green Fab Lab dirigido para a reciclagem dos detritos plásticos gerados pela atividade da Fundação. Trata-se da instalação de uma impressora 3D e de uma máquina que transforma os resíduos plásticos em material para impressão 3D. Deste modo, poder-se-á transformar lixo em objetos de utilidade ou até souvenirs para os visitantes. Esta primeira parte do projeto prevê-se que esteja a funcionar em 2021.
Nos anos seguintes, a principal linha de pesquisa será o desenvolvimento de novos materiais a partir de ingredientes naturais, tais como madeira, terra
ou minerais, para produzir tijolos, vidro ou resina, materiais utilizáveis em processos construtivos, conjugando tecnologias ancestrais e processos contemporâneos de alta tecnologia. O processo abrange todo o ciclo de transformação da matéria, desde a madeira colhida numa floresta gerida de forma sustentável até à sua transformação por meio de máquinas movidas a energias renováveis para produzir objetos e elementos estruturais.