Projeto Lugar Comum
28 de Outubro de 2020

A carregar Eventos

No dia 28 de Outubro, às 14h00, teve lugar mais uma Oficina de Vitivinicultura sobre o «enrelvamento da vinha», ministrado pelo Engenheiro José Carlos Fernandes com a participação de Luís Miguel Soares.

A aplicação intensiva de herbicidas leva a uma deficiente gestão dos solos com resultados negativos tanto na saúde humana como no ambiente.

Entre as várias consequências ambientais, destacam-se:

  • Erosão do solo;
  • Aparecimento de infestantes resistentes aos herbicidas;
  • Contaminação de toalhas freáticas com herbicidas.
  • Arrastamento de nitratos;
  • Perda de matéria orgânica;
  • Diminuição da biodiversidade;

 

A técnica do Enrelvamento consiste no desenvolvimento de uma cobertura vegetal do solo para cobrir total ou parcialmente a superfície da vinha podendo esta cobertura ser temporária ou permanente.

Pelos efeitos benéficos produzidos ao nível das videiras, o enrelvamento permite a redução da densidade da sebe e, assim, contribuir para uma menor incidência de fungos permitindo ainda uma melhoria da maturação da uva.

A cobertura vegetal do solo contribui também para aumentar a biodiversidade do ecossistema da vinha, nomeadamente no que respeita aos organismos auxiliares.

Luís Miguel, Enólogo convidado, elucidou o público quanto à importância da limpeza nas vinhas e do plantio da relva nas vinhas, após a vindima, para o solo. 

No que diz respeito a limpeza na vinha, frisou-se que com o aumento das chuvas entre os meses de outubro e novembro é urgente a preparação do solo para evitar o crescimento rápido de ervas, proporcionado nesta altura do ano. 

Contudo, quando a preparação do solo não acontece rapidamente ou as ervas crescem com rapidez, torna-se elementar a retirada destas ervas do solo o quanto antes para se evitar que esgotem os nutrientes do solo. 

Além disso, as chuvas também podem acarretar a erosão, o que também fará com que o solo perca os nutrientes necessários para o próximo plantio, além de deteriorar o terreno. 

Neste sentido, uma ação para evitar o rápido crescimento de ervas e da erosão é o plantio de relvas na vinha. 

As raízes da relva além de proporcionar maior resistência do solo contra a chuva, produz os nutrientes necessários e abriga animais que são basilares para o desenvolvimento do solo. 

O projeto Lugar Comum tem como objetivo o desenvolvimento do capital humano da Fundação da Casa de Mateus através de uma visão integrada do seu papel, valores e oportunidades, e através do empoderamento das suas equipas através da aquisição de novos conhecimentos e metodologias, permitindo-lhes enfrentar as exigências da gestão contemporânea e os desafios de agilidade, qualidade e transparência que caracterizam uma organização do séc. XXI.

 

Para mais informações e incrições: cultura@casademateus.pt

 

Consulte a página do Projeto Lugar Comum

 

Calendário das Oficinas de Vitivinicultura

 

 

25 de Julho de 2019 | 15h30

Oficina de Vitivinicultura, José Carlos Fernandes

Noções básicas sobre a vinha e o vinho

 

 

 

 

 

28 de Outubro de 2019 – 15h30

Oficina de Vitivinicultura, José Carlos Fernandes

O Enrelvamento da Vinha

 

 

 

 

 

 

9 de Dezembro de 2019 – 11h00

Oficina de Vitivinicultura, José Carlos Fernandes

A Poda da Vinha 1.

 

 

 

 

 

 

 

06 de Janeiro  – 8h00

Oficina de Vitivinicultura, José Carlos Fernandes

A poda da vinha 2 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

14 de Setembro  –  14h30

Oficina de VitiviniculturaJosé Carlos Fernandes

Acompanhar a maturação das diferentes castas, decidir quando começar a preparar o caminho que leva da vinha à adega, implica em estabelecer uma relação particular com a terra, compreender os seus ciclos, acompanhar, íntima e cientificamente, os modos como a matéria se transforma.

 

 

 

 

12 de Outubro – 16h00

Oficina de VitiviniculturaJosé Carlos Fernandes

O Lavar dos cestos

 

 

 

 

 

 

9 de Novembro  –  14h30

Oficina de VitiviniculturaJosé Carlos Fernandes

A Podridão Nobre