A carregar Eventos

12 de Agosto – Casa de Mateus – 17h00

Lugar Comum

Mateus e a Música

Viagem histórica pela tradição musical da Casa de Mateus

Ricardo Bernardes e António Carrilho

A antecipar o início da XXIX edição dos Encontros Internacionais de Música, Ricardo Bernardes com António Carrilho fala-nos da tradição musical da Casa, desde a sua construção até aos múltiplos programas propostos pela Fundação ao longo das últimas décadas. O órgão instalado na Capela desde meados do séc. XVIII e os repertórios que deu a ouvir a sucessivas gerações inspiram-nos numa viagem que abordará ainda a criação da Ópera de São Paulo por D. Luís António, a história e as memórias trazidas pelos muitos instrumentos que habitam a Casa, até chegar ao lugar central ocupado pelos Encontros Internacionais de Música na estruturação e na potenciação do universo da música antiga e barroca em Portugal.

Ricardo Bernardes é diretor artístico dos Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus e diretor da Orquestra Barroca de Mateus. É igualmente fundador do Americantiga Ensemble, projeto de música antiga dedicado à performance e gravação do repertório ibero-americano dos séculos XVII a XIX, da Cappela dei Signori, agrupamento de cantores masculinos dedicado à música polifónica do século XVI ao início do século XVIII, e do Lisbon Early Music Festival. Para além da sua intensa carreira musical, Ricardo Bernardes é doutorado em Musicologia pela Universidade do Texas em Austin e doutor em Ciências da Música pela Universidade Nova de Lisboa.

António Carrilho, músico de exceção cuja formação passou decisivamente por Mateus, é desde 2018 diretor pedagógico dos Encontros Internacionais de Música. Concertista, criador conceptual de conteúdos, professor em Masterclass e director musical, António Carrilho divide a sua actividade musical entre a flauta de bisel e a direcção, abrangendo um repertório que vai desde o Trecento italiano até à música mais recente dos nossos dias sem deixar, no entanto, de interpretar e transcrever a música do século XIX.

 

O projeto Lugar Comum é uma iniciativa da Fundação da Casa de Mateus, com o cofinanciamento da Fundação Calouste Gulbenkian.

Please follow and like us:
0