Ensemble Joseph Hel
Criação transdisciplinar

Teatro de Vila Real | 17 OUT | 21h30 | CONCERTO

A carregar Eventos

Ensemble Joseph Hel

LACRIMAE/ Dans une larme; un reflet

Criação transdisciplinar

 

Concepção e Textos: Cédric Lebonnois

Composição: Clovis Labarrière

Fotografia e Vídeo: Etienne Charbonier

Encenação Denis Lachaud

 

Viola da gamba: Miron Andres

Archiluth: Fabrício Corrêa de Melo

Violoncelo barroco: Geneviève Koerver

Viola de arco: Cédric Lebonnois

Piano: Emmanuel Christien

Narradora: NORIG

 

Programa:

Benjamin Britten (1913-1976)

“Lachrymae”, opus 48, pour viola de arco e piano

 

John Dowland (1563-1626)

“Flow my tears”

“If my complaints”

“Semper Dowland Semper Dolens”

 

Monsieur de Sainte Colombe (1640-1700)

“Les Pleurs”

 

Clovis Labarrière

Peças para ensembles variados

 

 

LACRIMAE/Dans une larme; un reflet é um espectáculo transdisciplinar que investiga a origem das lágrimas. Música barroca, composições contemporâneas, vídeos e textos poéticos, servem de guia a um projeto para o qual todas as lágrimas são convocadas: do luto salvador às lágrimas de alegria.

Esta criação assenta no agenciamento de diferentes formas artísticas. No centro, a sonata para viola e piano de Benjamin Britten, Lachrymae. Esta peça estrutura todo o projeto, servindo-lhe de tela na qual se inscrevem as outras peças. Os elementos agem em conjunto para formar um conjunto orgânico, poético, vivo.

Ouviremos melodias barrocas de John Dowland, que serviram de inspiração a Britten, peças barrocas de Monsieur de Sainte Colombe e de Marin Marais. Mas ouviremos, sobretudo, a Suite instrumentale pour ensembles variés, de Clovis Labarrière, composta especialmente para este projeto.

Em cena, podemos ver um duplo efetivo instrumental um contínuo barroco e uma formação de sonata moderna. Sobre o palco, uma instalação cenográfica constituída por duas criações plásticas: «L’attrape-larmes» e «La larme originelle». A completar o dispositivo, o ensemble acolhe uma narradora, NORIG, que interpreta os textos de Cédric Lebonnois.

Este projeto foi, assim, pensado como um concerto, mas também como uma instalação que interroga este fenómeno, próprio da humanidade, que são as lágrimas de emoção. Todos os mamíferos choram, para hidratar a córnea. Muitos mamíferos manifestam as suas emoções e dão provas de empatia. Mas apenas o Homem chora em reação direta a uma emoção. Apenas a espécie humana desenvolveu, ao longo da sua evolução, um mecanismo de defesa que o protege, garantindo-lhe um bom funcionamento mental face a acontecimentos emocionais particularmente fortes.

Que melhor do que a música e a poesia para refletir sobre este aspeto da nossa condição humana: principalmente, se viéssemos a verificar nas nossas crianças a perspectiva de uma desaparição massiva deste dom das lágrimas! Em que se transformaria uma sociedade que deixasse de chorar? É esta a interrogação mais fundamental que emerge deste projeto.

Cédric Lebonnois

 

Adquira já o seu Bilhete na Ticket Line

 

No dia 16 de Outubro, o Ensemble Joseph Hel apreentou o seu projeto numa conversa  que teve lugar na Casa de Mateus.

 

Produção: Ensemble Joseph Hel

Co-produção: Abbaye de Noirlac, Fundação da Casa de Mateus

Apoio: DRAC Centre-Val de Loire, Région Centre-Val de Loire, ADAMI, SACEM, Institut français du Portugal