Colóquio “Revisitar e inovar: acervos e novas frentes de pesquisa sobre o período do governo do Morgado de Mateus no Brasil Meridional (1765-1775)”
Data: 7 de Dezembro
Horário: 8h00 – 17h00 (Brasil) | 11h00 – 20h00 (Portugal)
Local: Google Meet

A carregar Eventos

Apresentação

Em 2022, celebram-se os 300 anos do nascimento de D. Luís António de Sousa Botelho Mourão, 4º Morgado de Mateus e Capitão General e Governador de São Paulo. A antecipar esta data, já no próximo dia 7 de Dezembro, numa iniciativa conjunta da UNESP e da Fundação da Casa de Mateus, iniciam-se as comemorações com um programa académico sobre a obra “Autoridade e Conflito no Brasil colonial”, estudo pioneiro de autoria de Heloísa Liberalli Bellotto sobre o papel de D. Luís António como Governador de São Paulo, e a discussão de novas frentes de investigação a partir dos documentos da coleção Morgado de Mateus conservados em acervos em instituições do Brasil e Portugal.

 

Inscrições e mais informações em: Universidade Estadual Paulista (UNESP)

 

Programação

Brasília (8h00 – 8h30) | Portugal (11h00 – 11h30) 
Abertura

Teresa Albuquerque (Fundação da Casa de Mateus) 
Denise Moura (Unviversidade Estadual Paulista – UNESP)
Heloísa Liberalli Bellotto (Universidade de São Paulo)

Brasília (8h30 – 9h30) | Portugal (11h30 – 12h30)
Mesa 1 | Modelo de abordagem organização e acesso do Sistema de Informação Casa de Mateus

Moderador: Ricardo Bernardes

Os Acervos Familiares na Era da Informação: o modelo sistémico e suas implicações práticas
Armando Malheiro (Universidade do Porto)

Sistema de Informação da Casa de Mateus: a aplicação do modelo sistémico à luz do 4º Morgado de Mateus
Ricardo Mingorance (Fundação da Casa de Mateus)

Brasília (9h45 – 10h45) | Portugal (12h45 – 13h45)
Mesa 2 | Acervos: potencialidade e novas frentes  de pesquisa 

Moderadora: Maria Aparecida Borrego de Menezes

São Paulo colonial: da arca ao Arquivo Público
Judie Kristie Pimenta Abrahim e Rodrigo Otávio Garcia (Arquivo Público do Estado de São Paulo)

O acervo Morgado de Mateus na Seção de Manuscritos da Fundação Biblioteca Nacional
Maria Fernanda Nogueira (Biblioteca Nacional do Brasil)

Brasília (11h00 – 12h00) | Portugal (14h00 – 15h00)
Mesa 3 | História, arquivo e difusão de conhecimento: como transferir documentos de arquivo para a linguagem expositiva

Moderador: Ricardo Mingorance

Marcelo Chaves (Arquivo Público do Estado de São Paulo) 

Brasília (12h15 – 13h15) | Portugal (15h15 – 16h15)
Mesa 4 | A música como projeto de governo 

Moderadora: Teresa Albuquerque

«E lhe chamam a nova corte»: a música no projecto de administração colonial iluminista do Morgado de Mateus em São Paulo (1765-1774)
Rui Vieira Nery (Fundação Calouste Gulbenkian)

Sons militares nas celebrações militares do poder real na São Paulo colonial sob o governo do 4º  Morgado de Mateus 
Ricardo Bernardes (Fundação da Casa de Mateus)

Brasília (13h30 -14h30) | Portugal (16h30 – 17h30)
Mesa 5 | O objeto e a história 

Moderador: José Luís Ferreira

A circulação de papéis no governo de D. Luís António de Sousa Botelho Mourão
Maria Aparecida Borrego de Menezes (Museu Paulista/Universidade de São Paulo) e Igor Alexandre Silva Cassemiro (DH/FFLCH/USP)

O acervo material de D. Luís António de Sousa Botelho Mourão na Casa de Mateus: diálogos entre Portugal e Brasil
Ricardo Mingorance (Fundação da Casa de Mateus) 

Brasília (14h45 -15h45) | Portugal (17h45 – 18h45)
Mesa 6 | A cultura visual como projeto de governos coloniais

Moderador: Ricardo Bernardes

Dom Luís Antônio de Souza Botelho Mourão e a Questão de Minas Gerais: iniciativas para obter a “restituição” do sertão usurpado pelos das Gerais
Rafaela Ferreira da Silva (Divisão de História do Município de Extrema, Minas Gerais)

Governadores oculocentristas entre mapas para a memória  e para a  soberania do Estado
Denise Moura (Universidade Estadual Paulista – UNESP)

Brasília (15h50 – 16h50) | Portugal (18h50 – 19h50)
Mesa 7 | A importância da caligrafia para a leitura da documentação autógrafa do Morgado de Mateus

Moderadora: Teresa Albuquerque

Renata Ferreira  Munhoz (Colégio Iavne – São Paulo)

Brasília (17h00) | Portugal (20h00)
Encerramento
Denise Moura (Universidade Estadual Paulista – UNESP)